Dando um tempo

Gente, vou dar um tempo desse blog. Já há meses acho que ele perdeu a minha cara, ou eu mudei, sei lá; simplesmente não tenho me identificado com ele.

Pode ser que ainda surja alguma postagem por aqui, de humor ou imagens fantásticas.

Qdo vencer o domínio, não sei se vou renovar, então quem quiser acessar vai ter que usar o endereço do blogger, anotem aí: http://lucia-inthesky.blogspot.com

Continuo Lucia in the sky, mas agora em outra plataforma, ainda meio sem forma, mas devagar vou ajeitando: http://lucinha.tumblr.com/

Também vou continuar com minhas participações no Bem Casadas e no Cristão da Universal.

Mantenha-se informado me seguindo no twitter .


Bjins :-*

23 janeiro 2009

Como fazer alguém feliz



Aquele professor era diferente de todos os demais. Os deveres de casa que ele passava eram sempre surpreendentes. Criativos.


Enquanto os outros professores nos mandavam responder perguntas ao final do capítulo ou solucionar os problemas de números tal a tal, ele tinha tarefas bem diversas para nossa classe.

Naquela quinta feira ele falou a respeito do comportamento como um meio de comunicação. "Nossos atos falam mais do que as palavras. O que as pessoas fazem nos diz algo sobre o que estão sentindo", afirmou. "Agora, como dever de casa, vejam se conseguem mudar uma pessoa, massageando o ego dela o bastante. Tanto que vocês percebam uma mudança em seu comportamento. Na próxima aula, vocês relatarão seus resultados."

Quando cheguei em casa, naquela tarde, olhei para minha mãe e vi que ela estava sentindo muita pena de si mesma. Os cabelos lhe caíam sobre o rosto. A voz parecia um lamento. Enquanto preparava o jantar, ela ficou
suspirando. Quando cheguei, não falou comigo. E assim eu também não falei com ela.
O jantar foi triste. Papai estava sem vontade para falar. Foi aí que decidi colocar em ação o dever de casa.

"Mãe, sabe aquela peça que o clube de artes dramáticas da universidade está encenando? Por que você e papai não vão assisti-la hoje à noite?"
"Esta noite não dá", disse logo meu pai. "tenho uma reunião importante."
"Naturalmente", foi a resposta seca de minha mãe.

"Bem, por que não vai comigo?" - quando acabei de formular a pergunta, me arrependi. Imagine: um rapaz do segundo grau sair à noite com sua mãe. Mas agora não havia mais conserto.

Ela perguntou toda animada:

"De verdade? Rapazes não costumam sair com as mães."

Eu engoli em seco antes de tornar a falar: "não existe nenhuma lei dizendo que a gente não pode sair com a mãe. Vá se arrumar."

Ela carregou uns pratos até a pia. Seus passos estavam mais leves, em vez de arrastados.
Papai e eu lavamos a louça e ele comentou o quanto eu era um filho atencioso e gentil.

Deprimido, eu pensei :"tudo por causa da aula de psicologia."

Mamãe voltou para a cozinha, mais tarde, parecendo cinco anos mais nova. Parecendo não acreditar no que estava acontecendo, ela insistiu: "você tem certeza de que não vai sair com ninguém esta noite?"
"Agora eu vou. Vamos nessa!"

A noite não foi tão desagradável como eu pensara. A maioria dos meus amigos certamente fez algo de mais empolgante naquela noite do que assistir uma peça de teatro.

Ao final da noite, minha mãe estava genuinamente feliz. E eu próprio, bastante satisfeito.

Acabei me dando superbem no dever de casa. E aprendi um bocado sobre como fazer alguém feliz.

*

Pode ser que não tenhamos dever de psicologia para fazer em casa. Pode ser que nem estejamos estudando. Não importa. Na universidade da vida, o curso não acaba nunca. Sempre é tempo de aprender e exercitar. Por isso, tentemos hoje, fazer alguém feliz. Pode ser nosso filho, nosso conjuge, nossa mãe. Que tal um amigo, um irmão? Simplesmente alguém que transite em nosso caminho. Observemos, ofereçamos nosso tempo, nossa companhia. Façamos um comentário gentil. Abracemos, beijemos, conversemos. Proponhamos um passeio. Um programa diferente. E descobriremos como é bom fazer alguém feliz. E não estranhe se houver reciprocidade.

E então, já sabe quem será a pessoa que você fará feliz hoje?

Desconheço autoria

10 Comentários:

Chris disse...

Ai Lucia que lindo!! E nem sao aquelas historias tristes de licao de moral ne? Amei!
Voce ja me fez feliz!!

Mas sabe que eu sempre procuro fazer essas coisinhas. Sempre penso MESMO como fazer as pessoas ao meu redor felizes. Fazer feliz e ser amigo nao e so fazer favor ou lamentar a dor... mas e perceber essas sutilezas, a necessidade "real" do outro e tentar realizar. O que as pessoas realmente precisam e AMOR! Ja dizia Lennon! =]

bju bju e otimo fim de semana!

Babi Mello disse...

Lucia muito legal essa história, deliciosa de se ouvir e sabe sei como é isso, e para falar a verdade, faço sempre uma pessoainha que amo muito feliz sabe.
Vou exercitar e não custa nda também porque como na história você pode ganhar muito.
Bj!

lioness disse...

Show! Amei a história!

Isabela Kastrup disse...

Oi Lúcia, que texto mais lindo, fiquei comovida. Pode ter certeza que hoje farei alguém feliz! Fiquei inspirada, rs. Beijos

Lidiane Vasconcelos disse...

Olá, Lucia!

O texto é muito bonito e fala de algo tão simples, não? Bom seria se todos pudessem ter a sensibilidade de prestar atenção em quem está ao lado e descobrir o que pode fazer essa pessoa feliz. E muitas vezes, como na situação descrita, é algo realmente simples, mas que surte um efeito muito grande.

Ah! Muito obrigada pela visita!
Beijos!

Deeh! * disse...

vc conseguiu me fzr feliz.
amei o post.

The Seeker disse...

Lúcia, querida, que belo post!!!!

Faltam palavras para dizer o quanto acho importante a sensibilidade de olhar á nossa volta e poder contribuir para a felicidade de alguém.
Ás vezes são apenas pequenas coisas...

Blessings
xoxo

Eneida disse...

Precisava ouvir isso que você falou aqui!
Também falei de felicidade hoje, mas com um outro enfoque, mas na verdade precisava dessa lição de psicologia!
Obrigada!
Beijo!

Deisi disse...

Oi flor, vim te pedir um favor, votar em mim num concurso que to participando da paper teen, é só ir nesse link

http://www.paperteen.com.br/concursocultural/default.asp?p=vote&pag=4

e procurar nas páginas(tem uma janelinha bem embaixo das frases com um n° esse é o n° da página, daí é só procurar nelas o meu nome: DEISI REMUS PEDROSO.

BJS E OBRIGADINHA!!

Jairo disse...

Maravilha! Gostaria que um milhão de pessoas pudesse ler sua mensagem. Beijos

Postar um comentário

Olá!! Obrigada por comentar! Somente comentários educados e relevantes serão autorizados. Caso faça alguma pergunta, responderei abaixo.

♥ Siga também

♥ Pesquisar

♥ Atenção

Creative Commons License
Page copy protected against web site content infringement by Copyscape

♥ Receba por e-mail

RSS

Escreva seu email:

Delivered by FeedBurner

♥ Contando

  ©Lucia in the Sky - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo