Dando um tempo

Gente, vou dar um tempo desse blog. Já há meses acho que ele perdeu a minha cara, ou eu mudei, sei lá; simplesmente não tenho me identificado com ele.

Pode ser que ainda surja alguma postagem por aqui, de humor ou imagens fantásticas.

Qdo vencer o domínio, não sei se vou renovar, então quem quiser acessar vai ter que usar o endereço do blogger, anotem aí: http://lucia-inthesky.blogspot.com

Continuo Lucia in the sky, mas agora em outra plataforma, ainda meio sem forma, mas devagar vou ajeitando: http://lucinha.tumblr.com/

Também vou continuar com minhas participações no Bem Casadas e no Cristão da Universal.

Mantenha-se informado me seguindo no twitter .


Bjins :-*

02 março 2009

Semana da Mulher

Dia 08 é um dia especial. Dia em que o mundo pára e brinda às mulheres. Até lá estarei publicando alguns textos, talvez você se identifique com algum deles. Mulher, mãe, solteira, casada, dona-de-casa, faz-tudo, executiva ou adepta da tríplice jornada... fique à vontade para comentar. É uma honra recebê-la aqui!! E aos homens que por aqui passarem, reflita sobre a importância das mulheres da sua vida, prá início de história, ninguém aqui nasceu de chocadeira, não é?

Segue abaixo a primeira postagem da série:


Desabafo de uma mulher rebelde


São 7 horas. O despertador canta de galo e eu não tenho forças nem para atirá-lo contra a parede.

Estou TÃO acabada, não queria ter que trabalhar hoje. Quero ficar em casa, cozinhando, ouvindo música, cantarolando até. Se tivesse filhos, gastaria a manhã brincando com eles, se tivesse cachorro, passeando pelas redondezas.

Aquário? Olhando os peixinhos nadarem. Espaço? Fazendo alongamento. Leite condensado? Brigadeiro. Tudo menos sair da cama, engatar uma primeira e colocar o cérebro para funcionar.

Gostaria de saber quem foi a mentecapta, a matriz das feministas que teve a infeliz idéia de reivindicar direitos à mulher, e por quê ela fez isso conosco, que nascemos depois dela. Estava tudo tão bom no tempo das nossas avós, elas passavam o dia a bordar, a trocar receitas com as amigas, ensinando-se mutuamente segredos de molhos e temperos, de remédios caseiros, lendo bons livros das bibliotecas dos maridos, decorando a casa, podando árvores, plantando flores, colhendo legumes das hortas, educando crianças, freqüentando saraus... A vida era um grande curso de artesanato, medicina alternativa e culinária. Aí vem uma fulaninha qualquer que não gostava de sutiã, tampouco de espartilho, e contamina várias outras rebeldes inconseqüentes com idéias mirabolantes sobre "vamos conquistar o nosso espaço". Que espaço, minha filha? Você já tinha a casa inteira, o bairro todo, o mundo ao seus pés. Detinha o domínio completo sobre os homens, eles dependiam de você para comer, vestir, e se exibir para os amigos..., que raio de direitos requerer?

Agora eles estão aí, todos confusos, não sabem mais que papéis desempenhar na sociedade, fugindo de nós como o diabo da cruz. Essa brincadeira de vocês acabou é nos enchendo de deveres, isso sim. E nos lançando no calabouço da solteirice aguda.

Antigamente, os casamentos duravam para sempre, tripla jornada era coisa do Bernard do vôlei - e olhe lá, porque naquela época não existia Bernard e, se duvidar, nem vôlei.

Por quê, me digam, por quê um sexo que tinha tudo do bom e do melhor, que só precisava ser frágil, foi se meter a competir com o "macharedo"? Olha o tamanho do bíceps deles, e olha o tamanho do nosso. Tava na cara que isso não ia dar certo. Não agüento mais ser obrigada ao ritual diário de fazer escova, maquiar, passar hidratantes, escolher que roupa vestir, que sapatos, acessórios, que perfume combina com o meu humor, nem de ter que sair correndo,ficar engarrafada, correr risco de ser assaltada, de morrer atropelada, passar o dia ereta na frente do computador, com o telefone no ouvido, resolvendo problemas. Somos fiscalizadas e cobradas por nós mesmas a estar sempre em forma, sem estrias, depiladas, sorridentes, cheirosas, unhas feitas, sem falar no currículo impecável, recheado de mestrados, doutorados, e especializações. Viramos supermulheres, continuamos a ganhar menos do que eles.

Não era muito melhor ter ficado fazendo tricô na cadeira de balanço? Chega!, eu quero alguém que pague as minhas contas, abra a porta para eu passar, puxe a cadeira para eu sentar, me mande flores com cartões cheios de poesia, faça serenatas na minha janela - ai, meu Deus, 7h 30min, tenho que levantar!, - e tem mais, que chegue do trabalho, sente no sofá, coloque os pés para cima e diga: "meu bem, me traz uma dose de whisky, por favor?", descobri que nasci para servir. Vocês pensam que eu estou ironizando? Estou falando sério! Estou abdicando do meu posto de mulher moderna... Troco pelo de Amélia. Alguém se habilita? Fonte
E você, gostaria que as coisas fossem diferentes ou está satisfeita com a sua jornada? Depois conto a minha opinião, rsrsrsrsrs.

6 Comentários:

Claudia Pimenta disse...

oi lúcia! viva as mulheres... sempre! bjs, querida, e ótima semana!!!

Chris disse...

hahaha
Texto otimo! Eu to aqui limpando a poeirada louca que a obra do banheiro deixou, nem da para tirar foto do banheiro ainda! Oxi, mas a vida de amelia tbm cansa...hahaha
Tudo cansa!! hahaha
Eu quero trabalhar, mas so para ter meu dinheiro e fazer minha parte no mundo, fora isso, nao quero me descabelar em jornadas loucas. Para mim, tudo tem que ter equilibrio.
O amore acha ( e eu tbm pensoassim) que as mulheres depois que comecaram a trabalhar viraram egoistas, orgulhosas, meio que subiu a cabeca, e muitas nao sabem lidar com isso, algumas ate nao conseguem alguem por conta disso, mas claro, nao sao todas!

bjks

Babi Mello disse...

Ah! Lúcia eu estou contente com a minha jornada, só falta ganhar mais e dar uma guinada na vida. Para ser sincera, quero ser uma mulher moderna com o mixto de romantismo de antigamente (onde o homem manda flores, faz serenata, paga as minhas contas, porque o meu salário seria só para os meus gastos) seria perfeito!
MAs será que o perfeito existe?
Bj!

Lidiane Vasconcelos disse...

Oi, Lúcia!
Eu estou satisfeita com minha jornada de trabalho, que não é dupla, já que sou diva do lar por opção.

Já conhecia esse texto e acho que ele romantiza um pouco o dia-a-dia da mulher que é dona-de-casa em tempo integral. É verdade que a mulher que não trabalha fora (também), sendo por opção (consciente) dela, ganha muito em qualidade de vida, mas também é verdade que isso não quer dizer que a vida seja ausente de trabalho.

Se uma dona-de-casa resolve passar a manhã passeando com o cachorrinho ou brincando com as crianças, ou ainda olhando os peixinhos no aquário ou se alongando, como fica a organização e limpeza desse lar? Ou a renda familiar é excelente a ponto de ela pagar uma funcionária em tempo integral e que durma no emprego, ou ela é lunática e tem um esposo tranquilão que não se incomoda com a sujeira batendo no meio da canela... :o

Dona-de-casa não tem moleza no dia-a-dia, mas muito trabalho. Afirmar ou sugerir o contrário é uma visão equivocada e preconceituosa. Além do mais, não são apenas as mulheres que trabalham (também) fora de casa que põem o cérebro para funcionar quando pulam da cama e o dia começa...

Não acho que as feministas tenham sido mentecaptas por lutarem por nossos direitos. Absolutamente! Graças a essa luta é que temos direitos de escolha, coisa que não acontecia no tempo de nossas avós. Eu sou dona-de-casa em tempo integral e estou muito bem, mas isso foi uma escolha minha e não uma imposição social como acontecia antes, e devo isso ás feministas.

E o texto também é preconceituoso quando sugere que a mulher que passa pelo (doce) martírio de se cuidar para ficar bela é a que trabalha fora (também) . Como assim, Bial? Ser dona-de-casa em tempo integral nada tem a ver com ser baranga, hein?

Eita, Lúcia... escrevi um bocado, hein? É que tenho o péssimo (?) hábito de fazer análise de discurso...kkkkkk....

Vou ficar ansiosa esperando o próximo texto, hein?
Beijos.

lioness disse...

Bem, a hora que eu conseguir definir qual é exatamente meu estilo de vida, posso te afirmar se estou satisfeita ou não.

Eneida disse...

Graças a Deus estou muito satisfeita com a minha jornada!
Beijo!

Postar um comentário

Olá!! Obrigada por comentar! Somente comentários educados e relevantes serão autorizados. Caso faça alguma pergunta, responderei abaixo.

♥ Siga também

♥ Pesquisar

♥ Atenção

Creative Commons License
Page copy protected against web site content infringement by Copyscape

♥ Receba por e-mail

RSS

Escreva seu email:

Delivered by FeedBurner

♥ Contando

  ©Lucia in the Sky - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo