Dando um tempo

Gente, vou dar um tempo desse blog. Já há meses acho que ele perdeu a minha cara, ou eu mudei, sei lá; simplesmente não tenho me identificado com ele.

Pode ser que ainda surja alguma postagem por aqui, de humor ou imagens fantásticas.

Qdo vencer o domínio, não sei se vou renovar, então quem quiser acessar vai ter que usar o endereço do blogger, anotem aí: http://lucia-inthesky.blogspot.com

Continuo Lucia in the sky, mas agora em outra plataforma, ainda meio sem forma, mas devagar vou ajeitando: http://lucinha.tumblr.com/

Também vou continuar com minhas participações no Bem Casadas e no Cristão da Universal.

Mantenha-se informado me seguindo no twitter .


Bjins :-*

04 janeiro 2009

Carta de despedida ao trema



Como outros já fizeram, quero também me despedir do trema, cuja morte foi anunciada, por decreto, a partir de 1º de janeiro.

Não uma, mas cinqüenta e cinco vezes, quero me despedir desta acentuação antiqüíssima e usada com tanta freqüência.

Fomos argüídos a respeito?

Claro que não!

A ambigüidade que tínhamos para decidir se queríamos usar o trema ou não numa frase nos foi seqüestrada para sempre.

Afinal, a ubiqüidade do trema nunca nos foi exigida.

Quem deve se beneficiar com esta tão inconseqüente medida?

Creio que tão-somente os alcagüetes, os delinqüentes e os sangüinários, justamente aqueles que não estão eqüidistantes, como nós, dos valores eqüiláteros da Sociedade.

Vocês já se argüiram sobre as conseqüências do fim do trema para os pingüins, os sagüis e os eqüestres?

Estes perderão uma identidade conquistada desde a antigüidade.

E o que dizer do nosso herói Anhangüera, que vivia tranqüilo com o seu nome indígena?

Com a liqüidação do trema, a pronúncia do seu nome não será mais exeqüível.

Os nossos papos de chopp nunca mais serão os mesmos, pois a tão freqüente lingüicinha acebolada vai desagüar num sangüíneo esquecimento.

O que vai acontecer com o grão-de-bico com gergelim, agora sem o liqüidificador para prepará-lo?

Ah, meu Deus!

Tenha piedade de nós!

Nunca mais poderemos escrever que "a última enxagüada é a que fica"!

Não sei se vou agüentar a perda da eloqüência, em termos de estilo literário, que o trema trazia à última Flor do Lácio.

É preciso que averigüemos se haverá seqüelas futuras!

E para onde vai a grandiloqüência dos lingüistas?

Haja ungüento para suportar tamanha dor!

O que podemos esperar em seqüência?

Será que não se poderia esperar mais um qüinqüênio para que fossem melhor

avaliados os líqüidos benefícios desta mudança?

Portanto, pela qüinqüagésima vez, a minha voz exangüe se une à dos bilíngües e trilíngües como eu, cuja consangüinidade lingüística e contigüidade sintática se revolta ante tamanha iniqüidade.

Pedir que nos apazigüemos, para mim é inexeqüível, pois falta-nos tranqüilidade diante de tamanha delinqüência gramatical.

Portanto é com dor no coração que lhe dou este meu adeus desmilingüido.

Adeus, meu trema querido!

Mas pelo menos uma coisa me dá paz, pois, quando a saudade bater, sei que vou poder revê-lo quando estiver lendo alguma coisa em alemão.

(Desconheço a autoria)


11 Comentários:

Claudia Pimenta disse...

oi lúcia! ótimo texto - adorei! bjs!!!

Renata disse...

Olá, Lúcia!

Muito interessante o texto! Adorei!

Beijo,

Renata.

Heloisa disse...

Texto muito inteligente. Sentirei falta do trema, certamente e o hífen vai me dar um pouquinho de dor de cabeça. Que tal umas dicas para usá-lo agora?
Obrigada pela visitinha e pelos comentários simpáticos.
Abraços.

Chris disse...

Ooo do! tadinho do trema! Vou sentir saudades! Assim como senti saudades de plutao. Que vidahien!
Plutao nao e mais planeta, o trema nao ta mais no portugues... e cada uma viu!

=]

bju bju

Eneida disse...

Uma obra esse texto!
Ainda tenho um pé atrás com essa mudança.
Estou me sentindo analfabeta.
Eu, que primava tanto pelos acentos e correção ortográfica, pelo menos tentava, agora vou ler e reler aquele resumo que você passou para tentar saber escrever.
Tomara que realmente seja boa a mudança!
Beijo!

The Seeker disse...

Texto muito interessante.

Pois... o português de Portugal já não tem o trema há muitos anos.
Bem estou-me a sentir completamente analfabeta...

xoxo

Isabela Kastrup disse...

Hum, gostei!! Mas devo confessar que até foquei feliz com a mudança, nunca fui muito fã do trema, rs.
Beijos e uma ótima semana!!

Fabiana disse...

Ótimo texto!

Eu ainda não estou plenamente informada sobre as novas regras. Vi ser uma coisa aprender tudo de novo.
Bjs.

Joanna disse...

AMEI! E realmente sentirei "saudades" do trema!
ai ai...

Beijos

Anônimo disse...

Já que a Chris mensionou Plutão...

O rebaixamento de Plutão gerou um novo termo, tanto em inglês como em português: to plutonize/plutonizar, que significa rebaixar. (Viva! Vasquinho foi plutonizado!!!)

O que me deixa encucado é: com a reforma ortográfica, será que vão "trematizar" (eliminar - termo inventado por mim mesmo) outros sinais gráficos?

Bem, no inglês o trema nunca existiu. Aqui não vão trematizar nada!
Captain Forr

Lúcia disse...

Vou pensar numa maneira mais fácil e prática para aprender as novas regras. Logo, logo sai um post sobre isso.
bjins!

Postar um comentário

Olá!! Obrigada por comentar! Somente comentários educados e relevantes serão autorizados. Caso faça alguma pergunta, responderei abaixo.

♥ Siga também

♥ Pesquisar

♥ Atenção

Creative Commons License
Page copy protected against web site content infringement by Copyscape

♥ Receba por e-mail

RSS

Escreva seu email:

Delivered by FeedBurner

♥ Contando

  ©Lucia in the Sky - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo